SBP Sociedade Brasileira de Psicologia

SBP manifesta seu profundo pesar pelo falecimento do Professor João Cláudio Todorov

É com grande tristeza que comunicamos o falecimento do Professor João Cláudio Todorov, no dia 7 de julho, aos 80 anos.

Associado Honorário, título recebido como homenagem pelo importante trabalho em favor da Sociedade Brasileira de Psicologia. Como 1° vice-presidente para assuntos científicos, atuou na fundação da Sociedade de Psicologia de Ribeirão Preto, antecessora da Sociedade Brasileira de Psicologia.  Durante os 50 anos de trajetória da SBP, Todorov foi membro efetivo e atuante no Conselho Deliberativo e frequentador assíduo das Reuniões Anuais.  

O professor Todorov foi um pesquisador que contribuiu significativamente com o desenvolvimento da psicologia no nosso país e no exterior e para a formação de todos os analistas de comportamento do país.

 A SBP lamenta essa perda importante para a psicologia brasileira e externa sua solidariedade e pêsames aos seus alunos, colegas e familiares.

O Presidente da SBP, Prof. Ronaldo Pilati decretou luto oficial de três dias na entidade pela morte do Sócio Honorário e Conselheiro João Cláudio Todorov.

 ------

MENSAGENS DOS SÓCIOS

******

Grande Mestre.
Muito obrigado por seus ensinamentos e liderança.
Farás falta.

Ricardo Gorayeb

******

O estimulo em ensinar, a disposição constante em participar e colaborar no desenvolvimento da Psicologia são aspectos que o Prof Todorov demonstrava ao longo de décadas de profícuo trabalho e que deixarão saudades.

Prof Joao C Alchieri UFRN 

******

Triste notícia. João Claudio Todorov teve um papel muito importante para a Psicologia, bem como para a universidade brasileira. Deixo meu abraço fraterno aos familiares, colegas, amigos, alunos e ex-alunos.

Sérgio A. S. Leite - Unicamp

******

A Coordenação da Área de Psicologia na CAPES lamenta profundamente a perda do Prof João Claudio Todorov. Pessoa generosa, contribuiu enormemente para a construção da Ciência e da Psicologia em nosso país. Prof Todorov deixa um legado humano e intelectual admirável. Fica, conosco, a responsabilidade de eternizar os seus ensinamentos.

Gerson Yukio Tomanari

******

Muito triste pela nossa grande perda. Deixa um grande legado.

Maria Cristina Zago Castelli

******

Lamento muitíssimo a perda do nosso mestre e colega. Uma grande perda! Deixa um enorme legado e inspiração. Força a família!!

Emilia Afrange

******

Meu primeiro “encontro” com João Cláudio Todorov

O falecimento do Prof. Todorov é uma enorme perda para a ciência psicológica brasileira. Um pesquisador competente e comprometido com a ciência. Sem dúvida seu trabalho e legado foi fundamental para a psicologia brasileira, além de ter sido particularmente importante para a SBP. Cativante participante ativo das RAs, era sempre um prazer encontrá-lo todos os anos.

Aproveito para homenagear Prof. João Cláudio Todorov, com esta história que compartilho, não o cientista mas sim o gestor humano, comprometido e preocupado com o desenvolvimento do Brasil. Quando entrei como aluno de graduação naquela Universidade o Prof. Todorov era Reitor e ele teve um papel decisivo para eu estar aqui hoje compartilhando este relato.

Sou originário do interior do Paraná e, tendo a oportunidade de um vestibular de inverno na UnB distante de casa, resolvi concorrer. Ao final do vestibular estava desanimado, pois considerei que meu desempenho não tinha sido suficiente. Voltei para casa com meus pais, já fazendo outros planos para o que viria pela frente. Para total surpresa, em uma manhã de julho, o telefone toca e meu irmão me traz a novidade que meu nome constava na lista de aprovados de um jornal de Brasília. Correria total porque precisava me mudar para Brasília em três dias para confirmar minha matrícula, sendo que destes, 24 horas eram de viagem de ônibus. A felicidade foi sem tamanho. Quando que o matuto do interior do Paraná sonharia em conseguir isto? A felicidade com o início do curso foi enorme, desbravando e compreendendo o que era uma Universidade e, mais do que isto, o que é a psicologia, especialmente no curso de Introdução à Psicologia com minha querida primeira professora Mariza Monteiro Borges. Passado um mês de aula a notícia bomba. Mariza, como professora dos calouros, teve a difícil tarefa de fazer o comunicado. A unidade responsável pelo vestibular para entrada naquele 1994/2 havia cometido um erro de inversão de pesos das provas. Apenas na psicologia foram seis os "indevidamente" chamados. Eu, um deles. Ali, naquele dia da comunicação, iniciou-se uma jornada para todos nós, pois a decisão inicial da administração foi a de manter-nos como alunos especiais até o final do semestre. E que fizéssemos novo vestibular. Nos juntamos e conseguimos ampla repercussão.

Como a situação se resolveu? Por uma decisão de gestor comprometido e preocupado com o desenvolvimento institucional. A Universidade definiu por absorver e integrar como regulares todos os alunos naquele semestre. Mas não apenas os que foram indevidamente chamados e os que deveriam ter sido inicialmente convocados. Mas também todos os espaços de lista, ou seja, aqueles alunos que tinham obtido um desempenho superior no vestibular àqueles que haviam sido indevidamente beneficiados devido à inversão dos pesos. O que isto implicou? Em uma entrada de 900 alunos a mais naquele semestre, em todos os cursos da Universidade.

Então conheci João Cláudio pela primeira vez não como o brilhante pesquisador e a referência internacional em Análise do Comportamento que já era, mas sim como um gestor preocupado e socialmente responsável que, conjuntamente com os conselhos superiores, tomaram a difícil decisão naquele momento histórico da UnB. Em 2014 tive o prazer de rememorar, para mim, e revelar, para ele, esta minha história inicial “pessoal” com ele. Demos ótimas e boas risadas lembrando desta fortuita e conturbada maneira que eu o conheci.

Então, minha história com João Cláudio começou com esta fortuita situação. De fato nunca passei no vestibular, mas graças a visão de um cientista preocupado com sua instituição e com a ciência no Brasil, com competência de gestão para lograr encontrar um meio de absorver um erro que afetou milhares de pessoas, é que pude iniciar minha formação na psicologia. Honrosamente hoje presido a SBP, entidade que João Cláudio auxiliou a criar há 50 anos. Obrigado João Cláudio, não apenas pelo exemplo de cientista do comportamento que foi, mas também pelo exemplo de gestor e de preocupação com o desenvolvimento da ciência para um país mais justo e igualitário.

Ronaldo Pilati

******

Uma perda enorme para a Psicologia e para a Analise do Comportamento. Minha profunda admiração pelo legado do Prof. Todorov.

Andréia Schmidt  

******

Expresso aos familiares minha tristeza com a notícia e o previlégio de ter conhecido João.

Lúcia Cavalcanti de Albuquerque Williams

******

Meus sentimentos de pesar aos familiares e à comunidade da Psicologia brasileira, especialmente da SBP. Um grande homem, um grande cientista, à frente de seu tempo, abrindo novos horizontes, pioneiro da SPRP e SBP.

Ederaldo José Lopes, UFU

****** 

Uma perda dolorosa. O João Claudio era , além de pesquisador de alto nivel, um grande incentivador de pesquisas . E nos últimos tempos um analista de conceitos da AEC. Uma figura insubstituivel. Para tristeza das novas gerações.

Isaias pessotti

******

A internet possibilitou um convívio frequente com a habilidade de divulgar ciência do Prof. Todorov nos últimos anos. Sua produção científica e sua participação entusiasmada nas Reuniões Anuais contribuíram para minha formação e para meu trabalho como professora. Sua elegância e gentileza para com todos seguirá como um modelo. Seu legado é uma inspiração.

Lisiane Bizarro

******

Professor Todorov, sua alegria, brilhantismo e empenho muito nos marcaram. Receba nossa mais profunda gratidão e apreço!

Dener Luiz da Silva (Psicologia Escolar e História da Psicologia - UFSJ)

 ******

Silvia, filhos e netos. .. tristeza profunda!!! Muita gratidão por todos os ensinamentos de vida que João Cláudio me proporcionou!!! Fiquem o melhor possível

Néia

******

Professor João Cláudio Todorov, exemplo de profissional, sempre muito gentil e um grande mestre. Uma enorme perda para a psicologia. O mundo fica mais triste com sua partida.

Angela Donato Oliva (UERJ/UFRJ)

******

Sinto-me grata por ter tido a honra de conviver e aprender com o Prof. Todorov nas Reuniões Anuais e nestes anos de trabalho na gestão da SBP. Sua partida traz profunda tristeza, mas fortalece nosso compromisso de trabalhar duro pela Sociedade e pela Psicologia brasileira. Muito obrigada, professor.

Renata Nakao

******

Comecei aprender Psicologia com o João Claudio no inicio da década de 70. Quando cheguei ao então Departamento de Neuropsiquiatria e Psicologia Medica da FMRP, ele simplesmente disse " Quer estudar psicologia, venha para cá ". Assim comecei apoiado pelo entusiasmo do João". Estou muito triste. Conheci de perto esse " grande pesquisador" e incomparável pensador da ciência do comportamento.

Um homem inconfundivel: magro, alto, nascido em Sto Andre, casado com a Silvia. Vai fazer muita falta.

Antonio Bento

******

Lamentamos profundamente o falecimento do Prof. João Cláudio Todorov, aluno da primeira turma de Psicologia da USP que desenvolveu carreira de grande prestígio nacional e internacional. Ele era o último dos “gigantes” que construíram as bases da Análise do Comportamento no Brasil, atuando até os últimos dias em nível científico, institucional e político, deixando marcas e muitos seguidores por onde passou. Seu olhar de horizontes amplos fomentou a criação de sociedades científicas, programas de pós-graduação, revistas científicas, além da formação de enorme contingente de novos pesquisadores. Inesquecível seu papel como incentivador continuo dos mais jovens e de cobrança rigorosa em relação aos mais experientes, inovando e avançando na perspectiva científica da Psicologia. A Análise do Comportamento ficou órfã do seu maior incentivador no Brasil.

LABC - USP

******

Em 1986, um pequeno grupo de professores do Departamento de Psicologia da UFRGS organizava um evento para saber o que seria uma boa pós-graduação stricto sensu, isto é, o que estava tanto certo e o que devia ser evitado a qualquer custo. Para tanto, convidou sete notáveis pesquisadores em psicologia no Brasil. O Prof. Todorov estava entre os convidados e desta forma vinculou-se as origens do nosso tão bem sucedido programa de pós-graduação. Nossos agradecimentos e reconhecimentos às notáveis contribuições do Prof. João Cláudio Todorov. O seu nome será sempre um destaque na história da psicologia no Brasil.

William Barbosa Gomes

******

João Claudio Todorov, Grão Mestre da Ordem. Um dos mais profícuos construtores da análise experimental do comportamento no Brasil. Traduziu, com Rodolfo Azzi, o livro Ciência e Comportamento Humano, ainda hoje uma leitura fundamental para os cientistas do comportamento. No laboratório pesquisou a aquisição e a manutenção do comportamento, em estudos paramétricos, com esquemas de esquiva, esquemas múltiplos e concorrentes com pombos e ratos. Formou muitos analistas do comportamento em Ribeirão Preto, Brasília, e Goiânia, e esteve em todos os cantos do Brasil chamado por analistas do comportamento. Muitos de seus estudantes se tornaram colegas. Dedicou-se à política científica, como um dos fundadores da SPRP, antecessora da SBP, do CFP, do qual foi Conselheiro de 1976 a 1982, Presidiu a ADUnB de 1978 a 1980, foi Vice Reitor e Reitor da UnB. Esteve à frente do campo de pesquisas conhecido como Metacontingência, publicando vários trabalhos que estendem a análise do comportamento para a atividade coletiva, estudando como os processos comportamentais funcionam nos grupos e como as leis e normas controlam o comportamento. Contribuiu de forma vasta e sólida para a ciência do comportamento. Como mestre e colega sempre foi receptivo e bem humorado, sempre atendendo a quem o procurava. Em 21 de junho de 2021 escrevi a ele:
Olá João Cláudio,
Saúde e bem estar!
Escrevo para juntos propormos um curso na 51ª RA da SBP sobre "Observar, medir, prever e controlar Práticas Culturais"
Faríamos uma análise das tentativas que existem de pesquisar a cultura abstraindo o comportamento do indivíduo.
Me preocupa a dificuldade de se transladar de um modelo de análise do comportamento do indivíduo para um modelo que descreve a cultura, privilegiando o ambiente da comunidade.
Sua obra seria a base a partir da qual conjecturaríamos sobre a análise do comportamento fora das amarras da psicologia, e a criação de um profissional voltado para uma ciência e uma engenharia do comportamento nas instituições.
Eu ficaria muito muito feliz de poder colaborar contigo.
A estrutura do curso, o título, tudo ainda pode ser diferente conforme possas achar melhor.
Na impossibilidade de aceitar fico feliz só de ter proposto uma atividade em colaboração contigo.
Obrigado pela sua atenção.
Um grande abraço.

Em resposta recebi dele a seguinte mensagem, de 22 de junho de 2021:

"Oi Olavo, Gostei muito da proposta mas não tenho mais fôlego (saúde) para topar essa colaboração. Posso dar palpite se você me mandar um resumo ou esqueleto da proposta. Um abração. João Claudio"

Fico com a tarefa Mestre!

Olavo de Faria Galvão, UFPA

******

João Cláudio Todorov desde o início de seu curso de graduação na Universidade de São Paulo mostrou-se uma pessoa séria, ética e comprometida com a Psicologia. Manifestava o desejo de tornar-se doutor, para satisfazer ao desejo de sua mãe,  que almejava o título para o filho que iniciava o ensino superior. Suas qualidades pessoais marcaram toda sua vida pessoal e profissional e o alçaram aos título, prêmios e cargos que obteve ao longo de sua vida. Sua morte é prematura e sentimos sua falta.

Profa. Dra. Marilia Ancona Lopez
​Câmara de Educação Superior
Conselho Nacional de Educação
Vice-Reitora de Pós-Graduação e Pesquisa da UNIP

******

O Professor Todorov sempre foi uma pessoa muito agregadora e que gostava de conversar com pessoas mais jovens, se esforçando para atender aos convites de aulas e apresentações em eventos, sentiremos sua falta.

Marcela Ortolan

****** 

 

ENVIAR SUA MENSAGEM

 

 

------

Leia nota oficial da UnB

 

Notícias publicadas no site da SBP:

Contribuições do Prof. Dr. João Cláudio Todorov para a Ciência em Psicologia 

(02/04/2019) O Prof. Todorov, sócio honorário e membro efetivo do Conselho da Sociedade Brasileira de Psicologia (SBP), formou-se em Psicologia pela Universidade de São Paulo (USP), em 1962. Realizou mestrado na Universidade de Brasília (UnB) e foi para a Arizona State University, USA, onde fez o doutorado e obteve o título de PhD em 1969. Após o doutoramento, Todorov exerceu atividades de ensino e pesquisa nos Estados Unidos da América e na Universidade de São Paulo, campus de Ribeirão Preto.

Foi Reitor (1993-1997), Vice-Reitor (1985-1989) e Decano de Pesquisa e Pós-Graduação (1985) da Universidade de Brasília. Atualmente era Pesquisador Assistente e Professor Emérito da Universidade de Brasília. 

Sua preocupação constante com a organização de coletivos profissionais fez-se notar na criação e no desenvolvimento de sociedades científicas, tais como a Sociedade de Psicologia de Ribeirão Preto, hoje Sociedade Brasileira de Psicologia, a seção brasileira da Association for Behavior Analysis e a Associação Brasileira de Análise do Comportamento.

Na Universidade de Brasília, criou o Laboratório de Análise Experimental do Comportamento e desenvolveu uma profícua atividade de ensino e pesquisa. No campo de publicações científicas, além da revista Psicologia: Ciência e Profissão do Conselho Federal de Psicologia, Todorov foi um dos fundadores da revista Psicologia: Teoria e Pesquisa da UnB e da Revista Brasileira de Análise do Comportamento.

 

 

Todorov recebe o título de Doutor “Honoris Causa” da UnB 

(04/04/2019) Em 02 de abril de 2019, o Conselho Universitário da UnB outorgou, por aclamação, o título de Doutor “Honoris Causa” ao Sócio Fundador e Honorário da SBP, Prof. Dr. João Cláudio Todorov.

A Comitiva que conduziu o homenageado foi composta pela então Presidente da SBP, Deisy das Graças de Souza, que foi sua primeira orientanda de Iniciação Científica, pelo Vice-Presidente da SBP, Ricardo Gorayeb, que foi seu primeiro orientando de Mestrado e pelos professores do Instituto de Psicologia da UnB, Josele Rodrigues, Elenice Hanna, Laércia Vasconcelos, Rachel Cunha e Jorge Castro Neto, que também foram seus orientandos.

Na cerimônia discursaram a Dra. Deisy das Graças de Souza e a Reitora da UnB, Márcia Abrahão Moura, que ressaltaram a criatividade e iniciativas do Dr. Todorov, mostrando o quanto o seu trabalho como reitor da UnB e como pesquisador, contribuíram, e contribuem até hoje, para a formação de pesquisadores, para o desenvolvimento de políticas sociais e para a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos.

Todorov_3

Foto: Josele Rodrigues, Elenice Hanna, Laércia Vasconcelos, Rachel Cunha, Jorge Castro Neto, Célia Zannon (em pé), Deisy das Graças de Souza, Ricardo Gorayeb e João Cláudio Todorov (sentados).

 

 

Professor Todorov recebe título de Doutor Honoris Causa pelo IESB - (27/11/2015)

 

 

Saiba mais sobre a participação de Todorov na Criação da Sociedade de Psicologia de Ribeirão Preto (SPRP) - (28/05/2019)

 

 

Newsletter

Cadastre-se para receber notícias por e-mail: